Escoliose - O que é escoliose?

15/09/2015

De origem grega, a palavra significa “curvatura”. Na medicina ela é definida como curvatura lateral da coluna vertebral, maior ou igual a 10 graus. Valores menores podem ser fisiológicos ou posturais, por isso, não são considerados uma escoliose.

O diagnóstico é feito por meio de uma radiografia (Raio-X) de frente. Anatomicamente, é um desvio tridimensional da coluna vertebral, ou seja, além de ser observado de frente, como uma “curvatura lateral”, há alterações nas curvaturas consideradas normais quando vista de lado (cifose e lordose) e também uma rotação das vértebras.

Essa rotação das vértebras determina um dos principais sinais analisados em pacientes com escoliose, ao qual chamamos de giba. Trata-se de uma proeminência nas costas que fica mais evidente quando a pessoa inclina o tronco para frente, num teste chamado de ‘Adams’. Isso ocorre porque quando as vértebras rodam, também fazem rodar as costelas na região torácica e ainda toda a musculatura ao lado da coluna, na região lombar.
Outros sinais que podem acompanhar a giba são:

  • diferença na altura dos ombros
  • assimetria da cintura (ela parece “empurrada” para um lado ou “afundada de um lado”)
  • descompensação do tronco (a cabeça não está centrada sobre a bacia)
  • assimetria na bacia e assimetria no tórax quando visto de frente (nas mulheres, um seio pode parecer maior que o outro)

Quando a giba é observada, associada ou não aos demais sinais citados, um médico ortopedista deve ser consultado.

Existem diversas causas para a escoliose, mas em cerca de 80% das vezes a causa não é conhecida, sendo chamada de idiopática, que quer dizer “surgida espontaneamente ou de causa obscura, desconhecida”.

Fonte: www.institutojaccard.com.br / Dr. Alexandre Jaccard CRM PR 27412

LEIA MAIS:

Postado em Escoliose por Instituto Jaccard

Deixe um Comentário