Escoliose - Diagnóstico e tratamento

15/09/2015

O principal exame necessário para a avaliação, acompanhamento e tratamento da escoliose é a radiografia simples de toda a coluna, com o paciente em pé. Ressonância Nuclear Magnética (RNM) e Tomografia Computadorizada (TC) não são exames de rotina, sendo solicitados para investigação de outras causas de escoliose ou em casos específicos.

O tratamento é individualizado, mas, geralmente, pode ser dividido em: observação, uso de colete e cirurgia.

  • A observação é realizada quando as curvaturas são menores que 25º e 30º em pacientes que estão em crescimento ou em pacientes com curvaturas menores que 45º, que já completaram seu crescimento.
  • O uso de colete é indicado para pacientes em crescimento, com curvatura entre 25º e 40º. Existem vários tipos de coletes, mas todos têm a função de prevenir ou diminuir a progressão da escoliose. O colete deve ser usado de 20 a 22horas por dia, sendo retirado apenas para o banho e na prática de atividades físicas.
  • A cirurgia é indicada quando a escoliose é maior que 45º na fase de crescimento do adolescente, ou quando é progressiva, após o término do crescimento.

Durante a observação ou o uso de colete, atividades físicas e terapias podem ser recomendadas, como fisioterapia, Reeducação Postural Global (RPG), quiropraxia, pilates, yoga, dentre outras.
Apesar de não haver evidência científica de que essas terapias possam prevenir ou diminuir a progressão da escoliose, elas são indicadas para proporcionar um bom condicionamento físico geral, contribuindo para manter a flexibilidade e o fortalecimento da coluna.

Fonte: www.institutojaccard.com.br / Dr. Alexandre Jaccard CRM PR 27412
Postado em Escoliose por Instituto Jaccard

Deixe um Comentário