Escoliose - Cirurgia

15/09/2015

Ela é recomendada quando o objetivo principal é parar a progressão da escoliose. A correção do desvio fica em segundo plano e pode ser obtido em diferentes graus, dependendo, principalmente, da rigidez da(s) curvatura(s).

Neste caso, é necessário o uso de implantes metálicos na coluna que vão permitir certo grau de correção e a fusão de determinadas vértebras. O número de vértebras a serem incluídas no processo cirúrgico dependerá das características de cada curvatura, em que o médico fará um planejamento pré-operatório.

A abordagem da coluna é feita pelas costas (via posterior) ou pelo tórax ou abdome (via anterior). Na maior parte das vezes, a via posterior é utilizada e a incisão na pele acompanha a linha da coluna.
O período médio de hospitalização é de 3 a 5 dias e não é necessário o uso de colete após a cirurgia. Em seguida, num período de 3 a 4 semanas, o paciente poderá retomar suas atividades, com algumas limitações. Geralmente, após 6 meses, é possível retomar todas as atividades, normalmente.

Fonte: www.institutojaccard.com.br / Dr. Alexandre Jaccard CRM PR 27412
Postado em Escoliose por Instituto Jaccard

Deixe um Comentário