CAMINHADA É POUCO!

ESPORTE

Sei que pode parecer “polêmico”, mas o objetivo aqui é discutir sobre “escolhas” que, de fato, proporcionem mais saúde no que diz respeito a atividade física regular. 

Caminhar é um esporte saudável? Por definição da palavra esporte pode até ser. Mas eu vejo o andar como um privilégio e uma facilitação para nossas atividades de vida diária. Não como esporte. Mesmo pra quem me fala que anda uma hora todos os dias, eu respondo que é melhor do que ficar sentado num sofá!

Isso porque a frequência cardíaca aumenta muito pouco e não chega num limiar que estimule adequadamente os músculos e articulações. E ainda, se a pessoa tem algum vício de postura, não é a caminhada que contribuirá para corrigi-la. E é por isso que a maioria dos meus pacientes falam que a caminhada não melhora sua dor, efetivamente. Em alguns casos, ela até a piora.

Sempre que possível, recomendo uma atividade física aeróbica, que aumente a frequência cardíaca “de suar a camisa” e de tal maneira que a pessoa possa permanecer nesta atividade por 50 a 60 minutos. Ah! E, pelo menos, três vezes na semana. Como alternativa à caminhada, eu cito o simulador de corrida ou “elíptico”, onde a pessoa pode aumentar a velocidade do movimento sem carga e sem aumentar impacto para o corpo. Outras opções são a corrida, bicicleta, aulas de condicionamento aeróbico em academia, atividades aquáticas, dentre outras.

Então, a não ser que a pessoa tenha algum problema relativamente grave que a impeça de fazer outras atividades, a caminhada está fora das minhas recomendações enquanto atividade física. Agora, se for pra para passear, curtir como lazer, ou como opção de locomoção, será muito bem-vinda, claro!

Fonte: www.alexandrejaccard.com.br / Dr. Alexandre P. Boss Jaccard – CRM PR 27412 / CRM SP 116.476

Leave a comment